quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

PLANEJAMENTO PARA BERÇÁRIO – 1º BIMESTRE- ANO - 2015.

    

Identidade e Autonomia para bebês.

  • Olhar-se no espelho
  •  Reconhecer a si mesmo
  •  Observar fotos suas e reconhecê-la.
  •  Conversar com a criança chamando-a pelo nome.
  • Cantar músicas que envolvam o nome da criança.
  • Conversar com a criança de maneira correta, ou seja, pronunciando bem as palavras para que a criança   ao ouvi-la aprenda a pronunciá-la de forma correta.
  • Permitir que a criança ouça a sua própria voz estimulando o balbucio.
  • A criança usa balbucio para representar as palavras.
  • Estabelecer o contato físico quando necessário. Dar colo quando a criança ficar cansada, machucada, triste,com sono para que a criança se sinta bem  e esqueça o que lhe está incomodando.

OBS: Os primeiros de vida através do contato social com os pais e educadores é que possibilitarão a criança o reconhecimento do  Eu.


    Estimulação Musical.



  •  Atividades de expressão e percussão corporal,
  •  Percepção visual e auditiva,
  •  Conhecimento e exploração de instrumentos interessantes, tais como chocalhos, tambores,
  • Percussão em conjunto, onde as crianças manipulam instrumentos sonoro-musicais com maior intensidade.
  • Musicalidade, sensibilidade, percepção auditiva, senso rítmico, sociabilidade.
  • Expressão corporal e vocal;
  • Conhecimento das partes do corpo,
  • Desenvolvimento do pulso, a percepção do som e silêncio,
  • Diferentes andamentos, alturas, possibilita o contato com diversos tipos de sonoridades
  • Exploração e manuseio de objetos e instrumentos sonoro-musicais leves e adequados para a faixa etária.

     Estimulação Psicomotora.   


  • Brincadeiras com rolos, rampas, tubos, bambolês, bolas de diferentes tamanhos e texturas, materiais de          encaixe, entre outros;
  • Todas da experiência é fundamental para a criação de uma base psicomotora, através da qual o bebê      desenvolve sua independência, autonomia e maturidade sócio-emocional.

    Estimulação Auditiva.

  • Diferentes sons; explorar diferentes sons produzidos por instrumentos feitos de sucata e pela manipulação de    objetos de convívio diário; imitar sons de animais, avião, chuva, etc;
  • Estímulos sonoros com auxílio de músicas, brinquedos que produzam sons como (latinhas, guizos, toquinhos de madeira, chocalho de garrafa plástica, folhas, etc.).

   
   Estimulação viso-motora.

  • Coordenação motora grossa e fina através da manipulação de diferentes objetos; fortalecer membros    superiores;
  • Bolas de diferentes tamanhos, brinquedos, potes com tampas, saquinhos de grãos, bambolês, etc.





   
   Estimulação motora. 

  • Rolar / Rastejar / Engatinhar / Andar / Correr / Salta;
  • Exploração do espaço a sua volta;
  • Aprimorar o andar;
  • Estímulos com auxílio de bola grande, banquinhos, cama elástica, colchonete, rolo grande, materiais de      espuma (rampa, escada, túnel).




   Estimulação sensória – motora.

  • Estímulos com auxílio de saquinhos coloridos com diferentes materiais dentro,
  • Tapete das sensações,
  • Objetos de encaixe,
  • Brinquedos de montar e desmontar, etc.
  • Brincar no colo de serra, serra, serrador, a partir da posição quase sentada, frente a frente com a educadora;
  • Segurar o chocalho com a mão, para balançar e produzir barulho.
  • Dar mordedor e brinquedos para que a criança possa levar até a boca.
  • Facilitar brincadeiras para usar os dedos das mãos e manipular os objetos;
  • Conversar com o bebê frente a frente, dar um tempo para ele retribuir; esta conversa com sorriso.
  • Brincar de esconde- esconde;









quinta-feira, 6 de novembro de 2014

PROJETO Monteiro Lobato



Justificativa

As obras de Monteiro Lobato  deveriam ser atividades obrigatórias e básicas de todas as escolas. Monteiro Lobato representa a literatura de qualidade e omitir a leitura de suas obras significa abrir mão de livros que representam nossa própria identidade cultural. Trabalhar Monteiro Lobato, é vivenciar dentro da literatura infantil um mundo rico em cultura, em um mundo mágico de personagens que encantam a todos!




Objetivos: 
  • Conhecer uma das obras de Monteiro Lobato e com isto, desenvolver a imaginação, a fantasia, a criatividade muito mais! 


HABILIDADES:
  • Conhecimento da biografia de Monteiro Lobato, bem como uma de suas obras;
  • Apresentações teatrais de alguns dos personagens do Sítio do Pica-Pau Amarelo;
  • Desenvolvimento da linguagem oral e escrita a partir das músicas do sítio;
  • Estimular a memória e a percepção visual através de jogos matemáticos;
  • Valorização da importância de Monteiro Lobato dentro da nossa literatura;
  • Estimulação  da fantasia e da imaginação através de diversas atividades lúdicas;
  • Conhecer a importância de Monteiro Lobato na literatura e na história do Brasil;
  • Contação  e dramatização das histórias do sítio do Pica pau Amarelo;
  • Apresentação dos personagens do sítio do Pica-Pau Amarelo, através de pequenas biografias de cada um;
  • Produção de textos coletivos sobre os personagens do sítio;
  • Construção de um livro coletivo com os principais personagens do Sítio do Pica-Pau Amarelo
  • Criação de hábitos de leituras através da recontação das histórias;
  • Biografia de alguns dos personagens do sítio;
  • Identificação de Monteiro Lobato através de fotos, histórias etc.
  • Quebra-cabeça; músicas; filmes; dos personagens mais significativos
  • Cartazes; dobraduras; desenhos;
  • Pintura; recorte e colagem;
  • Confecção de bonecos;
  • Culinária: bolinhos de chuva etc;
  • Confecção de um livro coletivo;
  • Modelagem; DVD e CD;
  • Contação de histórias através de fantoches, máscaras, varal, mural, teatro de sombras, dramatizações etc;
  • Conto, reconto e interpretação;
  • Oficinas literárias com contos de histórias originais do autor, realizadas pelas professoras;
  • Boliche numérico com as figuras do sítio coladas associando número e quantidade;
  • Elaboração de painéis compondo conjuntos: “O que pertence ao Pedrinho?” (bola de gudes, macacão e estilingue). O não pertence (bola colorida, sandálias e guarda-chuva).
  • Jogo da memória com alguns dos personagens do Sítio do Pica-Pau Amarelo.










                                 Este link dá acesso a biografia de Monteiro Lobato.

                                           http://youtu.be/Cd821sNqpXI
                                      Música Narizunho com Ivete Sangalo












quarta-feira, 5 de novembro de 2014

" PEQUENOS CIENTISTAS "

PROJETO: Pequenos Cientistas.



Objetivo: Desenvolver atividades sobre Os Quatro Elementos da Natureza (Ar, Fogo, Terra, Água), onde a criança seja autônoma para explorar, experimentar, criar, investigar os elementos da natureza; que possa compartilhar, interagir e conviver com o outro e ainda se divertir com as experiências propostas


Identidade e Autonomia.
Habilidades:
*Atividades onde as crianças dirijam por si mesmas suas ações, de acordo com os recursos de que dispõem, para que desenvolvam o senso de responsabilidade, a iniciativa e a autonomia, intermediadas pelo professor.
*Trabalho em grupo, onde as crianças conversem sobre o que fazem, troquem ideias e confrontem pontos de vista, para que percebam que sua opinião é uma entre outras possíveis, e possam assim integrar suas ideias às dos demais, numa relação de cooperação.

Linguagem Corporal (Movimento)
Habilidades:
*Identificação dos sons que vem de vem determinado local, natureza, objeto;
*leitura com o tato;
*Observação do movimento de uma sequência de imagens paradas para comprovar que a nossa visão tem a sensação de continuidade delas;
*Brincadeiras com caixas grandes (fazer casinhas em caixas de geladeira ou fogão abrindo portas e janelas) nas quais caibam as crianças dentro, onde possam entrar e sair (jogo simbólico).
*Brincadeiras envolvendo a água e ar como bolinhas de sabão
* Brincadeiras com o canto (canções) e o movimento possibilitam a percepção rítmica, a identificação de segmentos do corpo e o contato físico (interação com
os outros). Músicas como: Boneca de lata e Desengonçada (Bia Bedran), Rock Pop (popular) e outras são boas indicações.

                                                                         Ilusão de ótica




                                                  MOLDE  DO  AQUÁRIO







Artes Visuais (Linguagem Plástica)
Habilidades:
*Construção de um relógio de areia (ampulheta)
*Confecção de objetos e brinquedos que produzam sons diversificados;utilizando material descartável;
Ex:Tambores de lata de tinta, ou leite em pó; chocalhos; órgão com sete garrafinhas de vidro uma ao lado da outra onde se deve colocar dentro de cada garrafa uma quantidade de água diferente da outra. Em seguida, solicitar que soprem o gargalo dos frascos para que percebam diferentes sons produzidos; ou ainda utilizar-se de uma varinha de metal para tocar em cada uma e criar uma música;
*Tambor chinês; Material; barbante, fita adesiva, lápis preto; miçangas grandes; papel vegetal; rolo de papelão de fita adesiva grande, tesoura com ponta fina;
* Telefone de barbante, uma corneta acústica, um alto-falante e um estetoscópio.












Linguagem musical:
Habilidades:
*Distinção entre barulho (interferência desorganizada que incomoda) e música (interferência intencional que organiza som e silêncio e que comunica).
*Identificação do som do vento e sua direção e descobrir que o ar, em movimento, pode fazer os objetos se deslocarem provocando ruídos diferenciados;
*Explicação aos alunos sobre os diferentes tipos de vento: brisa leve, vento forte, furacão.Diga que cada um deles é capaz de movimentar e produzir sons fracos e fortes, assim como mover um redemoinho e impulsionar os barcos e até causar queda de árvores.
* Construção de paródia que envolva o tema do projeto;
* Apresentação de músicas: rápidas, devagar, com a boca aberta, bem alto, bem baixinho, com a boca fechada, com os dentes cerrados, com a língua de fora, fazendo biquinho, chorando, rindo, imitando a voz da bruxa, do lobo, do tubarão, da criancinha, do anão, do gigante, dizendo segredo..., para que as crianças percebam as qualidades do som.


                                                               Paródia da canção: Samba Lelê 

                                       Observação e experiência com o leque cata vento e bolinha de sabão



Linguagem Oral e Escrita;

Habilidades:
* Participação em jogos de escrita — no ambiente criado para os jogos de mesa, oferecer jogos gráficos, como caça-palavras, forca, cruzadinhas, deixando à disposição das crianças cartelas com letras, letras móveis etc.
*Pesquisar e colar as letras dos nomes trabalhados nos experimentos realizados;
*Escrita do nome em todos os trabalhos.
*Atividades de escrita espontânea – listas, relatórios, autoditado. dos experimentos realizados;
*Leitura compartilhada feita pelo professor de livros de experimentos simples de ciências.
Escuta da leitura do professor (ouvir um texto já é uma forma de leitura) de diversos tipos de materiais escritos como histórias, poemas, receitas, rótulos, manuais, cartas, notícias de jornal, revista, entre outros.

Natureza e Sociedade:
Habilidades:
* Observar, perceber e entender as mudanças pelas quais um objeto aparentemente comum transforma-se em um objeto que desperta atenção e a curiosidade de todos, pelo potencial científico que ele apresenta;
* Conversar com as crianças utilizando como suporte fotografias, cartões postais e outros tipos de imagens que retratem as experiências científicas variadas. (textos informativos e literários, músicas, documentários e filmes que façam referências a essas experiências).
*Pesquisar para que serve um anemômetro com a finalidade de construir um para a feira de ciências;
* Pesquisar para que serve o catavento e a biruta e depois construir um catavento e uma biruta, com o auxílio da professora;
*Pesquisar tudo a respeito do relógio de areia. Como surgiu? Com finalidade existiu? Que nome é também conhecido? E depois construir um utilizando-se de  duas garrafas Pet.
* Construção de instrumentos musicais diversos.




Linguagem Matemática:
Habilidades:
* Utilizar suas próprias estratégias e capacidade para lidar com situações matemáticas novas, colocando em jogo seus conhecimentos prévios;
* Perceber medidas convencionais para pesar, medir comprimento, avaliar volumes, registrar o tempo;
* Pesquisa de diferentes lugares em que os números se encontram, investigando como são organizados e para que servem, para que as crianças possam iniciar a compreensão sobre a organização do sistema de numeração.
* Participação em atividades de: contagem de dois em dois ou de dez em dez, distribuição de figuras, fichas ou balas, em que as crianças realizam ações de acrescentar, agregar, segregar e repartir relacionadas a operações aritméticas. 
* Participação em jogos e situações-problema, utilizando o cálculo e a noção de número, inicialmente com apoio dos dedos, de lápis e papel ou de materiais diversos, como contas, conchinhas etc., para depois fazê-lo sem esse tipo de apoio, realizando cálculos mentais estimativos de material necessário para construir pequenos inventos. Por ex: Cataventos, birutas, relógio de areia, por que o ar pesa?, Atração dos ímãs; anemômetros; telefones sem fio, estetoscópios, instrumentos musicais, etc.
* Utilização do mapa do corpo para que as crianças nomeiem e apontem qual parte do corpo fica em cima da boca, dos lados da cabeça, etc.
* Participação em atividades cotidianas, onde as medidas: tamanho, peso, volume, temperatura, e as expressões: está longe, está perto, é mais baixo, é mais alto, mais velho, mais novo, pesa meio quilo, mede dois metros, a velocidade é de oitenta quilômetros por hora etc., estejam presentes, para que as crianças informalmente estabeleçam esse contato, fazendo comparações, estabelecendo relações, construindo algumas representações nesse campo, atribuindo significado e fazendo uso das expressões que costumam ouvir.
                                           http://youtube/fwV1ubsqbKE

                    Ocorreu um erro no baixar o vídeo. Vocês podem clicar no link acima.



quinta-feira, 7 de agosto de 2014

PROJETO FOLCLORE




Objetivo: Repassar valores culturais, resgatando a importância do Folclore Brasileiro, através de músicas, lendas, brinquedos e  brincadeiras.

                                                             LENDA DO CURUPIRA
video

                                                                   PARLENDAS










                                                           

Linguagem Oral e Escrita:

Habilidades:
  • Conto e reconto das lendas folclóricas conhecidas aproximando-se das características da história original no que se refere à descrição de personagens, cenários e objetos, com ou sem a ajuda do professor.
  •   Reproduzir oralmente jogos verbais, como:
  • Trava-línguas, parlendas, adivinhas, poemas,cruzadinhas,quadrinhas e canções.
  •  Construção de texto coletivo sobre uma das lendas trabalhadas.
  •   Autoditado dos nomes das lendas utilizando-se do alfabeto móvel.
  •  Dominó das letras do alfabeto e/ou sílabas   e palavras trabalhada.
  •   Banco de palavras das lendas do folclore Brasileiro.
  •   Quebra-cabeça com letras de nomes
  • Nome faltando letras ou sílabas para completar.







                                 


Linguagem Matemática

Habilidades:

  • Brincadeiras e cantigas que incluam diferentes formas de contagem: “a galinha do vizinho bota ovo amarelinho”; “um, dois feijão com arroz”
  • Agrupamento e contagem de elementos utilizando diferentes formas ( uso dos dedos,tampinhas,garrafinhas,) e/ou objetos ( palitos, dinheirinho, pedrinhas,etc.).
  • Resolução de problemas relativos à contagem de diversas formas (contagem agrupando os números de dois em dois, de cinco em cinco, de dez em dez etc.)
  •  Leitura das lendas folclóricas, observando o índice e a numeração das páginas, para que as crianças investiguem as regularidades do sistema numérico.
  • Utilização de calendário mensal para marcar os dias, semana grafando-o com o auxílio da professora. 







Linguagem Plástica e Visual:


Habilidades:

                                       Boto Rosa Dobradura


Iara  Dobradura



  • Ilustração das lendas folclóricas contadas e recontadas em sala de aula, utilizando materiais diversos; giz de cera; lápis de cor; aquarela; cola colorida; ect.
  • Montagem de quebra cabeça dos personagens do folclore brasileiro,
  • Copia de seus próprios desenhos em escala maior para o Pré I e menor para o Pré II.
  • Confecção de maquete do ambiente em que vivem os personagens das lendas do folclore brasileiro que devem ser feitas em etapas, envolvendo a composição de volume, proporcionalidade, equilíbrio, etc.
  • Dobraduras de personagens do folclore brasileiro.                                                                                   


                                                                                                                                                
Linguagem Musical:                                                                                                                                              
  •   Habilidades:
  •          Participação em jogos e brinquedos musicais da cultura infantil: acalantos e cantigas de ninar, parlendas, cirandas (danças de roda); adivinhas e trava - línguas
  •  Escuta de sons do ambiente: pássaros, cães, a sirene da ambulância, o barulho do carro e identificá-los.
  • Acompanhamento de ritmo das músicas batendo palmas, estalando dedos, batendo com os dois pés, depois com o pé direito, o esquerdo, balançando os ombros pra cima pra baixo, etc.                                                                                                                                                  
L        Linguagem corporal/Movimento:

Habilidades:
  • Participação em brincadeiras que envolvam lateralidade como: 
  • pular com ambos os pés dentro de círculos, depois um pé, depois outro, para frente, para trás, para um lado, para o outro;
  •  andar sobre espaços demarcados no chão, ora com um pé, ora com outro; 
  • controlar uma bola com os pés, jogar bolsa alternando as mãos; 
  • Corridas: do ovo na colher, do saco, carregando um copo descartável com água;  procurando não entornar ou saquinhos de areia na cabeça;
  •  Brincadeira da corda: passar por cima e por baixo
  • Jogo de boliche e das latas, etc. 
  • Jogo da amarelinha;
  •  Brincadeira da corda: passar por cima e por baixo;
  • Jogo de boliche e das latas, etc.







Natureza e Sociedade:

Habilidades:
§  Participação nas atividades que envolvam histórias, brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às tradições do folclore brasileiro;
§  Confecção de objetos variados, como brinquedos feitos de madeira, tecido, papel e outros tipos de materiais, alguns jogos de tabuleiro e de mesa, como dama ou dominó, ou objetos para uso cotidiano feitos de embalagens de papelão e plástico.
§  Confecção de um tapete sensorial;
§  Caça ao tesouro;
§  Participação em brincadeiras, como caça ao tesouro, que apresentarem  desafios relacionados à representação gráfica do espaço.

                                                                 
                                                                         Bilboquê


                                                                     Pé de Lata





                                                                                                                   

I  Identidade e Autonomia:
  
    Habilidades
  •       Resolução de pequenos problemas do cotidiano, por iniciativa e/ou pedindo ajuda se necessário.
  •        Participação em brincadeiras tradicionais do folclore brasileiro, cirandas, brincadeiras de roda, casinha, pular corda envolvendo,  meninos e meninas.         
  •                                                                                       
  •                                       BIA BEDRAN DE ABÓBORA FAZ MELÃO
video