terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Projeto Consumo Consciente


 
 
 
 

JUSTIFICATIVA:

O presente projeto sobre consumo consciente tem a intenção de apresentar aos pequenos o desenvolvimento sustentável e a diminuição do consumo de forma rica e prazerosa trazendo às atividades diárias situações de construção de atitudes, de disseminação do conhecimento e de ações de preservação do meio ambiente.

Os trabalhos desenvolvidos nas escolas da  Rede Municipal de Educação, no município de Trajano de Morais,  estarão focados em ações que levem a mudanças de atitudes, não apenas das crianças, mas começando pelas próprias funcionárias passando para as famílias e a comunidade. Nosso foco é a reutilização de materiais tornando-os bonitos e úteis.

É importante ressaltar que na Educação Infantil o aprendizado se dá pela imitação e na troca com o outro.

Este processo de ações coletivas prevê educação e cuidado de forma integrada visando o desenvolvimento das crianças, de forma que o bem-estar e aprendizado sejam indissociáveis, respeitando principalmente a criança como ser aprendente único, com conhecimentos e vontades próprias.

OBJETIVO GERAL:

Conscientizar a comunidade escolar, funcionárias, educadoras e família das crianças, da necessidade de desenvolver ações de preservação, cuidado e respeito favoráveis ao ambiente em que vivemos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

·         Reduzir o uso de papéis;

·         Introduzir a cultura da reutilização dos diversos materiais;

·         Incluir e envolver a família no desenvolvimento dos projetos;

·         Aplicar a Educação Ambiental nas atividades diárias;

·         Incentivar as crianças a respeitar, cuidar e amar a natureza.








 

METODOLOGIA DE TRABALHO:

As escolas da Rede Municipal de Trajano de Morais devem se empenhar, por ser um ambiente social de aceitação, de confiança, de contato corporal, brincadeiras, conversas, pois  é neste ambiente de interação entre os pares, que as crianças aprendem a participar de grupos e constroem o sentimento de pertencimento.

Educar crianças pequenas é ter desafios constantes a serem resolvidos, é apresentar diariamente um mundo novo a ser descoberto. Esse mundo começa no espaço coletivo da sala e se amplia com o passar do tempo, da idade e dos conhecimentos adquiridos.

Nesta perspectiva de trabalho procuramos respeitar nossas crianças com suas características, gostos e preferências, dando atenção especial ao afeto, à proteção e ao direito de ter um ambiente aconchegante e estimulante. Valorizamos a alimentação como um momento gostoso, além de necessário à vida.

As atividades desenvolvidas durante todo o projeto serão focadas na conscientização e mudança de atitudes.

 
Ações a serem desenvolvidas:

·         Leitura de livros relativos à preservação ambiental;

·         As lembranças das datas comemorativas serão feitas com materiais recicláveis;

·         Colocar cartazes na creche com lembretes para evitar o desperdício: “Apague a luz ao sair”, “feche a torneira”, “utilize o papel dos dois lados”;

·         Focar com as crianças a questão de pegar a quantidade de alimento que vai comer para evitar desperdício;

·         Confeccionar brinquedos de materiais recicláveis;

·         Resgatar as brincadeiras e brinquedos antigos como forma de evitar o consumismo;

·         Confeccionar um livro de receitas com a reutilização dos alimentos, e se possível, desenvolvê-lo na escola;

·         Enviar para os pais dicas para evitar o desperdício;

·         Colocar um ponto de coleta de pilhas e baterias usadas na recepção das escolas;

·         Desenvolver atividades lúdicas de conscientização da preservação, através de brincadeiras, dramatizações, plantios, entre outras;

·         Levar as crianças a observar a natureza existente nas escolas, plantas e pequenos animais;

·         Informar aos pais do trabalho de Educação Ambiental desenvolvido nas escolas, através de painéis e bilhetes, construídos com as próprias crianças;
 

AVALIAÇÃO:

Avaliar se um projeto de Educação Ambiental foi eficaz ou não, não pode acontecer apenas no período de execução do projeto, ou seja, durante o ano letivo, pois neste projeto focamos a mudança de atitudes e formação de hábitos que só poderão ser avaliados após um período mais longo. No caso das Escolas, orientamos que se faça  a cada bimestre ou semestre um novo diagnóstico para saber se os pais e as crianças formaram hábitos de reutilização de materiais.
 

ANEXO Nº 1
DICAS DE ECONOMIA – ENERGIA ELÉTRICA

Evite o uso do CHUVEIRO ELÉTRICO no horário de pico – das 18 às 21 h; Nos dias quentes, deixe a chave na posição “VERÃO”; Limpe periodicamente os orifícios de saída de água;

Prefira os eletrodomésticos com o Selo Procel de economia de energia;

GELADEIRA: guarde ou retire alimentos de uma só vez. Evite abrir a porta por tempo prolongado. Mantenha as borrachas de vedação da porta em perfeito estado, evitando fuga de ar frio. Durante o inverno, regule o termostato para uma posição mínima;

LÂMPADAS: evite acender lâmpadas durante o dia. Abra janelas, cortinas e deixe a luz do sol iluminar a casa. Dê preferência às lâmpadas fluorescentes compactas ou circulares. Apague sempre as luzes ao sair de um cômodo. Tire o pó das lâmpadas elétricas. Paredes e tetos de cores claras refletem melhor a luz, reduzindo a necessidade de luz artificial;

TELEVISÃO: desligue a TV se não tiver ninguém assistindo. Evite dormir com a TV ligada, programe o aparelho para desligar sozinho (timer/sleep);

FERRO ELÉTRICO: acumule sempre a maior quantidade de peças de roupa possível, para ligar o ferro o mínimo de vezes. Passe primeiro as roupas delicadas que precisam de menos calor. Não deixe o ferro ligado sem necessidade;

MÁQUINA DE LAVAR ROUPA: só ligue a máquina com a capacidade de roupas indicada pelo fabricante, economizando assim água e energia. Mantenha o filtro limpo.

COMPUTADOR: não deixe impressoras e outros acessórios ligados sem necessidade. Configure o computador para que a tela do monitor seja desligada depois de um tempo de inatividade;

Anexo nº2


DICAS DE ECONOMIA - ALIMENTOS

O mundo produz diariamente comida em quantidade suficiente para alimentar toda a população do planeta, no entanto a fome mata uma pessoa a cada 3,5 segundo mundo por não ter acesso a ela. PENSE NISSO!

Planeje as compras verificando o que já tem em casa;

Siga a lista que preparou em casa. Procure fazer as compras após as refeições;

Compre verduras, legumes e frutas semanalmente;

Adquira a quantidade de consumo da sua família;

Cascas de abacaxi viram suco, talos de verduras enriquecem tortas, sopas, arroz, risotos, etc;

Procure colocar no prato somente o que pretende comer;

Prefira produtos da estação. São mais baratos e saborosos;

Bolinhos de arroz, pudim de pão, torta de banana, são algumas opções gostosas de reutilização de alimentos;

Faça a “propaganda” das frutas, verduras, legumes e grãos para as crianças aprenderem a fazer escolhas alimentares certas.

 
AVALIAÇÃO FINAL: APRESENTAR, ATRAVÉS DE RELATÓRIO DETALHADO, OS RESULTADOS OBTIDOS AO FINAL DO PROJETO, PONTUANDO OS AVANÇOS ALCANÇADOS E AS DIFICULDADES ENCONTRADAS  PELA COMUNIDADE ESCOLAR. ENVIAR POR E-MAIL OU APRESENTÁ-LO EM REUNIÃO COM A SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO.

 

2 comentários:

  1. Marise
    Infelizmente não tenho tempo para ler todos os seus projetos,integralmente, mas de uma coisa tenho certeza, pelo número de acessos,sei que muitos pais e escolas tem acessado seus conteúdos.Lendo sobre o consumo consciente pude perceber que seus projetos estão cada vez mais bem elaborados e com dicas práticas para que o internauta possa concretizar o que está sendo proposto.Todas as escolas públicas ou não deveriam ter seus recipientes de coleta seletiva, para que desde cedo as crianças percebessem que o lixo pode trazer benefícios, quando bem aproveitado.Em São Paulo já temos usinas que aproveitam o lixo para produzir energia beneficiando milhares de pessoas. Parabéns

    ResponderExcluir