sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

SINAIS DO TRANSCENDENTE EM NOSSO MUNDO

SINAIS DO TRANSCENDENTE EM NOSSO MUNDO


 Poesia: A Sombra.
 Era um dia de junho;
 Disse a erva para a sombra do olmo;
 “Você se desloca
 da direita para a esquerda muitas vezes,
 perturbando minha tranquilidade”.
A sombra respondeu:
 “Não sou eu, não sou eu.
 Olhe para cima.
 Há uma árvore que se move com o vento,
 Para o poente e para o oriente,
 Entre o Sol e a Terra”.
 A erva olhou para cima
 E viu a árvore, pela primeira vez.
 E disse para si mesma:
 “Puxa! É uma erva maior do que eu”.
 E emudeceu.
Gibran,Kahlil. Para além das palavras. São Paulo, Paulinas, 1995.p.185.


Os sonhos de nossos ancestrais.
A pré-história é um período quase infinito de tempo antes de nós. Na última etapa da pré-história, mais ou menos 100 mil anos atrás, os Homo Sapiens, isto é, os nossos ancestrais, percebiam que a força da natureza é maior do que a força humana.
 • Os animais eram mais fortes.
 • Os raios incendiavam as árvores.
• O sol mantinha-se no espaço, sem cair.
As pessoas não conseguiam fazer coisas assim. Acreditavam então em espíritos poderosos da natureza que, se fossem honrados, poderiam ajudá-las, protegê-las e realizar seus sonhos de uma vida melhor.
Até hoje muitas pessoas consideram a natureza como um espaço sagrado, por meio do qual podem dialogar com alguém que não veem, mas que acreditam que as escuta e atende.
Ao longo dos tempos, os povos têm marcado lugares sagrados, onde acreditam haver uma comunicação com o transcendente.
Os impressionantes locais sagrados.
Nas mais variadas regiões do mundo existem locais sagrados que foram templos ou túmulos, cujas datas de construção e significado de origem nem sempre é possível esclarecer, mas são impressionantes testemunhos de que, no mundo inteiro, a humanidade já reverenciava o transcendente há milhares e milhares de anos. Alguns dos locais sagrados mais conhecidos são:
• Os megalíticos de Stonehenge, na Inglaterra;
• As ruínas de Machu Picchu, no Peru;
• As pirâmides do sol e da lua, no México;
• As pedras da ilha de Páscoa, no oceano Pacífico;
• As ruínas do templo de Luxor, no Egito;
• As pirâmides dos faraós, no Egito, e muitos outros.
Os povos que tinham o costume de construir com pedras, levantavam construções em seus locais sagrados. Outros povos que viviam e os ainda vivem na floreta, faziam e fazem seus recintos sagrados ao pé de uma grande árvore, no alto de uma grande montanha ou em clareira no meio da mata. O objetivo de todos os lugares sagrados do mundo é um só: ser um espaço de comunicação entre os seres humanos e o mundo transcendente: os deuses, os espíritos, os antepassados.
Atividades:
1) Procurar junto a seus familiares e pessoas conhecidas, objetos, frases, preces, gravuras, fotografias, quadros, livros cânticos... que lembrem uma tradição religiosa.
2) Conversar com a pessoa sobre o significado daquilo que ela está emprestando a você.
3) Trazer o resultado da pesquisa para a próxima aula.
4) Criar um diário secreto de descobertas importantes. Pode ser no computador ou caderno.

Nenhum comentário:

Postar um comentário