segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Proposta Pedagógica para a Educação Infantil - 2012

PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA EDUCAÇÃO INFANTIL -Maternal, Pré I e Pré II ANO-2012.
EIXO NATUREZA E SOCIEDADE
1. DECOBRINDO O MEIO AMBIENTE.
1.1. A professora traz para a sala de aula um ser vivo: pode ser um pássaro, um preá, um gatinho, etc. e não mostra para as crianças.
1.2. A professora escolhe uma maneira criativa de apresentar para a turma o animal para que as crianças descubram qual é o animal de que ela está falando. Estas são algumas ideias:
• Inventar uma história sobre um ser vivo, sem dizer o nome dele. Os colegas tentam descobrir quem é o personagem.
• Fazer joguinhos de advinha. O que é o que é?
• Fantasiar-se do ser vivo e representar algo sobre ele através de mímica e de sons.
2. DESCOBRINDO OS DIFERENTES AMBIENTES DA SALA.
2.1. A professora e os alunos vão visitar um lugar da escola por vez: refeitório, banheiro, biblioteca, sala de artes, jardim da escola, ou outro.
2.2. A professora vai anotar o que as crianças perceberam: os cheiros, as cores, os sons e os nomes dos objetos mais importantes do lugar.
2.3. A professora discutirá com os alunos que partes do corpo eles precisam usar mais para perceber: os cheiros, as cores, os sons.
3. PRODUZINDO SONS.
3.1. A professora vai precisar de cinco garrafas transparentes e iguais.
3.2. Retire o rótulo da garrafa.
3.3. Coloque água com tinta ou anilina nas garrafas na seguinte ordem.
• 1º. Encha a garrafa.
• 2º Coloque o líquido um pouco acima da metade.
• 3º Coloque o líquido até a metade.
• 4º Coloque o líquido um pouco abaixo da metade.
• 5º Não coloque líquido.
3.4. Cada criança vai soprar por cima da boca de uma garrafa, segurando-a pelo meio com as duas mãos. Ao soprar, cada criança vai procurar perceber se existe vibração.
3.5. Pergunte para as crianças se os sons produzidos pelas garrafas foram diferentes.
3.6. Registre as observações que as crianças perceberam.
4. O CORPO FAZ BARULHO.
Você já escutou os sons do seu corpo?
4.1. Para esta atividade você vai precisar de um copo plástico, bem resistente, sem fundo. O copo vai ajudar você a ouvir melhor os sons produzidos pelo corpo porque os direciona para a sua orelha.
4.2. A professora convida dois alunos para participar. Um dos alunos encosta a parte mais larga do corpo na barriga do outro aluno.
4.3. A professora pergunta se a barriga faz barulho? Que tipo de barulho?
4.4. O aluno encosta agora o corpo no lado esquerdo do peito do aluno. O peito faz barulho? Que tipo de barulho?
4.5. Agora o aluno vai encostar o copo na garganta do outro aluno e a professora vai pedir para ele engolir a saliva. Dá para ouvir algum som?
4.6. Que outros sons você pode produzir com seu corpo sem usar a voz?
5. OUFATO E PALADAR – PARCERIA QUE DÁ GOSTO.
Que sabor tem?
Antes de fazer essa atividade, a professora e as crianças devem lavar as mãos.
Material necessário:
• Uma toalha pequena limpa para cada criança;
• Um conta-gotas;
• Uma colher;
• Os seguintes elementos: açúcar, água com sal, limonada sem açúcar, suco de fruta, biscoito de sabor bem intenso.
5.1. A professora escolhe algumas crianças para participar da atividade.
5.2. Cada criança vai receber um pouco do primeiro alimento.
5.3. A professora enxuga bem a língua de cada criança com a toalha.
5.4. A professora coloca um pouco do alimento na pontinha da língua seca da criança.
5.5. A professora pergunta a criança, sem que esta feche a boca, se dá para sentir algum sabor? Acriança responde balançando a cabeça sim ou não.
5.6. Com o conta-gotas a professora vai pingar uma gota de água em cima do alimento que está na língua.
5.7. E agora, dá para sentir algum sabor?
5.8. A professora repete a experiência com os outros alimentos.
5.9. Agora a criança deve tapar o nariz e mantê-lo tapado enquanto mastiga um pedaço de biscoito. Você sentiu o gosto do alimento?
5.10. A professora fará os registros do que as crianças perceberam.
6. OS NARIZES SÃO IGUAIS?
6.1. Cada criança deve observar bem o nariz de seus colegas e responder se todos eles são iguais.
6.2. O que o nariz dos colegas tem de parecido?
6.3. E o que eles têm de diferentes?
6.4. Cada criança vai observar cuidadosamente o próprio nariz, usando um espelho pequeno. Olhando bem para dentro das duas aberturas do nariz, responder o que tem dentro deles?
6.5. Cada criança vai tapar o nariz por um tempinho. O que acontece?
6.6. A professora pergunta para as crianças: Para que elas usam o nariz?
7. É POSSÍVEL VER AS CORES DOS OBJETOS NO ESCURO?
A professora vai fazer um experimento muito simples.
Material necessário:
7.1. Uma caixa de sapato com tampa.
7.2. Quatro tampinhas de garrafa, de formato e tamanho iguais, mas de cores diferentes.
7.3. Fita adesiva.
7.4. A professora deve fazer um buraco na parte mais estreita da caixa. Esse buraco deve ser do tamanho aproximado da tampinha.
7.5. Coloque um rolinho de fita adesiva no fundo das quatro tampinhas.
7.6. Coloque as tampinhas dentro da caixa sem que os alunos vejam onde está cada uma.
7.7. Cada criança vai encostar o olho no buraco da caixa e tentar localizar cada tampinha. Dá para enxergar as tampinhas dentro da caixa? Dá para identificar as tampinhas pelas cores?
7.8. Destampe a caixa e pergunte: Por que agora você consegue ver as cores das tampinhas?
8. DESCOBRINDO OBJETOS PELO TATO.
8.1. A professora trará para a classe objetos diferente.
8.2. Os objetos serão colocados dentro de um saco.
8.3. As crianças, de olhos vendados, pegarão um objeto de cada vez e tentarão dizer o que é.
A professora fará os registros do que as crianças descobriram.


9. O QUE PERCEBEMOS DURANTE O DIA E DURANTE A NOITE?
9.1. A professora discute com as crianças o que elas conseguem observar no ambiente durante o dia.
9.2. Depois pergunta o que elas só percebem à noite.
9.3. Pergunta se elas conseguem perceber mais coisas do ambiente durante o dia oi à noite? Por quê?
9.4. A professora faz os registros do que as crianças falaram.
10. CRIANDO BORBOLETAS.
10.1. Material: Pinças; Vidro de boca larga; algodão umedecido em água; uma tela fina ( gaze, por exemplo); elástico.
10.2. Coletar num jardim ou no pátio da escola duas ou três lagartas.
10.3. Colocar as lagartas no vidro sobre o pedaço de algodão umedecido. Junte as folhas da planta onde as lagartas estavam.
10.4. Cobrir a boca do vidro num cantinho da sala.
10.5. Manter o algodão sempre umedecido e observar as lagartas todos os dias.
10.6. Não se esquecer de alimentar as lagartas com as folhas da planta.
10.7. Registrar todas as observações.
10.8. Elaborar uma história em quadrinhos com as crianças.
10.9. Perguntar para as crianças: Por que é necessário colocar as plantas junto com as lagartas? O que ela percebeu com o passar do tempo?
11. A GALINHA CHOCA.
MATERIAL: Um ovo de galinha que cruzou com galo (ovo galado)
Um ovo de galinha de granja.
Dois pratos.
11.1. Observar os ovos quanto à cor, a textura e a forma.
11.2. Abrir os ovos, cuidadosamente, colocando-os em pratos separados. A clara e a gema não podem se misturar.
11.3. Observar as cascas dos ovos por dentro e por fora, às claras e as gemas.
11.4. Em qual das gemas existe uma mancha esbranquiçada?
11.5. Que outras diferenças existem entre os ovos?
11.6. Fazer os registros das observações das crianças.
11.7. Discutir com as crianças o que significa essa mancha esbranquiçada.
12. PREPARANDO UMA SEMENTEIRA.
MATERIAL: Diferentes tipos de sementes; caixas de madeira vazias; terra para plantio (terra adubada); água para regar as plantas; caneta; papel; vareta.
12.1. Colocar a terra nas caixas e fazer buraquinhos nela para acomodar as sementes.
12.2. Plantar as sementes e molhar a terra.
12.3. Fazer placas indicando a semente plantada.
12.4. Colocar as caixas em local iluminado.
12.5. Manter a terra sempre úmida e a sementeira limpa.
12.6. Fazer os registros diários das observações.
13. GERMINAÇÃO DO FEIJÃO.
MATERIAL: Dois copos transparentes; grãos de feijão; papel absorvente; caixa de papelão.
13.1. Encher os copos com papel absorvente.
13.2. Umedecer o papel.
13.3. Colocar os grãos de feijão entre as paredes dos copos e o papel absorvente.
13.4. Deixar um dos copos em local com luz e calor. Guardar o outro copo dentro da caixa fechada.
13.5. Manter o papel dos copos sempre úmidos.
13.6. Registrar todas as observações.
13.7. A professora discute com as crianças:
13.8. Todas as sementes demoram o mesmo tempo para germinar?
13.9. Houve diferenças entre os grãos que ficaram sob a luz do sol e os que ficaram na caixa fechada?
13.10. É possível ver as raízes e folhas nos dois copos?
13.11. Em que direção as raízes e as folhas cresceram? Por que será que isso aconteceu?

Nenhum comentário:

Postar um comentário